Resumo semanal da COVID-19 em Portugal - 22 a 28 de Junho

Não se esqueça de consultar todos os dados relativos a Portugal e ainda um olhar para a COVID-19 no mundo.

A evolução da situação epidemiológica de Portugal na última semana foi extremamente relevante no que concerne aos novos casos detetados, perfazendo um total de 2513 novos casos, entre 22 a 28 de Junho, naquele que foi o maior aumento semanal desde a que terminou a 26 de Abril, quando a DGS afirmava não ter sido atingido o pico em Portugal e depois de na semana passada o valor ter sido já de 2443 casos positivos.

Ao olhar para os recuperados, recuperaram em média 241 pessoas contra as 387 da semana anterior, sendo que nesta semana os casos ativos subiram em todos os 7 dias. Passamos assim de 12 664 casos ativos para 13 016, e para um total de 64,99% dos casos recuperados.

Nos óbitos a evolução deu-se de forma negativa quando comparada à semana anterior, com uma média de 4,86 óbitos diários, contra os 1,85 da semana anterior. A taxa de fatalidade representa agora 3,76%, sendo que o total de óbitos cifra-se agora nos 1564.

Os internamentos é outro aspecto que merece ser salientado, onde ao contrário da semana passada, este sofreu agora um aumento considerável. No dia 22 de Junho tínhamos 407 e agora 458, num aumento de 51 internados. Em Unidade de Cuidados Intensivos existiu também um aumento de 3 doentes, de 72 para 75.

Em relação às situações responsáveis por este aumento dos casos, estando Portugal num “planalto” de casos que rondam uma média de 359 casos por dia, estão as situações de Lisboa e Vale do Tejo onde é já assumida a transmissão comunitária do vírus e onde a Direção Geral de Saúde admitiu não estar a conseguir travar essa mesma transmissão. De salientar, claro está, as medidas que foram nesta semana tomadas pelo Governo Português no que a restrições diz respeito, direcionadas para concelhos e freguesias específicos no sentido de mitigar a transmissão existente.

O Algarve, pela já muito abordada festa no início do mês teve um aumento de 83 casos nesta última semana, um aumento semelhante à semana anterior.

Um olhar para o Alentejo onde o crescimento foi de 95 casos, onde a situação mais preocupante está certamente em Reguengos de Monsaraz onde inclusive já surgiram óbitos derivados deste aumento de casos.

A região Norte do país foi responsável por 156 casos e onde foi também assumido ainda existir alguma transmissão comunitária do vírus.

Em relação às Regiões Autónomas, a Madeira não identificou qualquer novo caso nesta semana enquanto que os Açores identificaram 3 casos em contexto de rastreios aos passageiros que chegaram às ilhas deste arquipélago.

Um último olhar deve ser feitos aos números relativos à testagem para a COVID-19 em Portugal. Os números apresentados nas últimas 2/3 semanas têm vindo a diminuir, não existindo assim uma procura ativo por novos casos o que se traduz numa percentagem mais elevada quando olhamos aos casos positivos entre os casos suspeitos. A média dos últimos 5 dias é de 20,19%, sendo que esse valor foi de 34,49% neste último dia da semana.

No caso de apresentar sintomas coincidentes com os do vírus (febre, tosse, dificuldade respiratória), as autoridades de saúde pedem que não se desloque às urgências. Ligue para a Linha SNS 24 (808 24 24 24)

OFEREÇA-ME UM CAFÉ

Apoie esta iniciativa individual que permite acompanhar a COVID-19 em Portugal, no projeto mais completo no país. O seu apoio ajudará a manter o desenvolvimento deste espaço e a qualidade da informação partilhada diariamente.

965 507 363           Paypal

Facebook

Siga-nos e fique a par de toda a informação

Aqui
Resumo semanal da COVID-19 em Portugal – 22 a 28 de Junho
Voltar ao topo