Na pessoa de Miguel AlbuquerquePresidente do Governo Regional da Madeira, foram apresentadas num comunicado dirigido à população novidades em relação à COVID 19 na Região Autónoma da Madeira.

Miguel Albuquerque começou por avaliar a situação da pandemia na Região Autónoma da Madeira, indicado que a Região tem conseguido contrariar a expansão da COVID-19 devido às medidas de prevenção tomadas atempadamente e ainda o respeito generalizado da população. Ainda assim, indicou que a contenção da doença não é linear já que o contágio pode surgir em qualquer momento.

Divulgou também que o caso confirmado no dia de ontem originou 10 novos casos positivos no dia de hoje e ainda 40 pessoas a serem testadas, preocupando o Governo Regional. Indicou também que os resultados destes testes vão ditar as decisões necessárias por parte do Governo.

Em relação ao levantamento das medidas restritivas, foi dito que deveremos agir com prudência e sem precipitações, não cometendo erros sob pena de tudo mudar de um número para o outro com um aumento de infetados de um dia para o outro.

Foram os exemplos de Singapura e Macau, em que o alívio das medidas de restrição, originaram-se novos casos e obrigando a recuar em relação a esse levantamento das medidas mais restritivas.

Foi também abordado a prorrogação do Estado de Emergência até ao dia 2 de Maio, permitindo à Região decidir com serenidade o alívio progressivo das medidas restritivas na Região em conformidade com as autoridades regionais de saúde.

Revelou que existem 3 medidas que têm sido fundamentais para o controlo da pandemia na Madeira, que serão mantidas nos próximos tempos:

  • Controlo das acessibilidades externas – O fecho dos portos e marinas da Região e a forte restrição à acessibilidade aérea e a obrigatoriedade de quarentena para os passageiros desembarcados, bem como o controlo da temperatura, permitiu às autoridades de saúde um controlo e monitorização dos casos importados
  • Confinamento da população mais idosa – Dada a vulnerabilidade deste grupo de risco, o Governo determinou desde 15 de Março o confinamento residencial desta população e a proibição de visitas aos lares
  • Proibição de ajuntamento de pessoas – O isolamento social como regra e a proibição de ajuntamento de pessoas contribui decisivamente para suster a propagação da pandemia e salvaguardar a saúde de todos nós

Em relação ao uso de máscaras, foi provado que estas contribuem significativamente e positivamente para diminuir os riscos de contágio, recomendando o uso de máscara por toda a população quando forem levantadas as medidas restritivas. Esta será obrigatória a partir das 00h00 do dia 22 de Abril para todos os profissionais de todas as atividades em contacto com o público (Hipermercados, Padarias, Frutarias, Talhos, Distribuição de Alimentos, Take-Away, Lavandarias, Lojas de Ferragens, Venda de Eletrodomésticos, Casas de Óculos, Bancos, Farmácias, CTT, Oficinas de Automóveis, ou seja, todos os que tenham contacto com o público).

Reabertura de atividades a partir das 00h00 do dia 20 de abril, está autorizada a abertura de atividades da indústria extrativa, transformadora e da construção civil. As medidas serão muito rigorosas para o funcionamento da atividade, nomeadamente ao respeito das regras das autoridades de saúde no transporte dos profissionais, distanciamento social, controlo de temperatura, atos de higiene pessoal e coletivo, desinfeção periódica dos locais de trabalho e de alimentação e ainda utilização de máscara.

A atividade comercial em geral deverá ser retomada com total segurança da população em geral e dos seus profissionais. No final da próxima semana, será feita uma nova avaliação pelo Governo de forma a verificar as medidas adequadas.

Em relação à época balnear, o Governo considera prematuro decretar o encerramento da mesma nesta altura considerando que é necessária aguardar a evolução da pandemia para tomar uma decisão mais perto no tempo.

Relativamente ao pessoal docente, colaboradores da Segurança Social, IPSS’s e cuidadores – O Governo agradeceu a todos e destacou o trabalho e esforço de todos os docentes nesta fase complicada e ainda aos trabalhadores da Segurança Social, IPSS’s e cuidadores que diariamente contribuem para quem necessita neste momento de alto risco.

COVID - 19

Direto Conferência de Imprensa

Публикувахте от Governo Regional da Madeira в Събота, 18 април 2020 г.

Governo Regional da Madeira – Avaliação da Situação da pandemia na RAM
Voltar ao topo