A Assembleia da República aprovou, no dia de ontem, a prorrogação do Estado de Emergência até às 23h59 do dia 2 de Maio, numa tentativa do país conter ao máximo a propagação do vírus e ainda garantir um levantamento das restrições, aos poucos, de forma a voltarmos à normalidade.

Para a apresentação do boletim estiveram presentes António Lacerda Sales, Secretário de Estado da Saúde e ainda Graça Freitas, Diretora Geral Adjunto da Saúde. Os números hoje apresentados mostram uma enorme redução em relação aos números ontem apresentados.

Com um número total de 19022 casos positivos, um acréscimo de 181 casos, representando um aumento inferior comparativamente ao dia de ontem. O aumento é de 0,96%, uma aumento em relação aos 4,15% de ontem.

Em relação ao número de óbitos, estes são agora de 657, um acréscimo de 28, representando um crescimento de 4,45%. A taxa de fatalidade é agora de 3,45%, num novo pequeno aumento mas que tem sido contínuo. Esta taxa é de 11,2% a partir dos 70 anos.

Em relação ao número de casos recuperados, este é agora de 519, um aumento de 26 novos casos recuperados.

Aguardam resultado laboratorial 4805 pessoas. O número de internados é de agora 1284 doentes, numa diminuição de 18 doentes, 222 deles nos cuidados intensivos, uma diminuição de 7 pessoas em relação ao dia de ontem. 

Em caso de apresentar sintomas coincidentes com os do vírus (febre, tosse, dificuldade respiratória), as autoridades de saúde pedem que não se desloque às urgências. Ligue para a Linha SNS 24 (808 24 24 24).

Situação epidemiológica em Portugal para a COVID-19 – São agora 19022 casos confirmados
Voltar ao topo