Na pessoa de Miguel AlbuquerquePresidente do Governo Regional da Madeira, foram apresentadas num comunicado dirigido à população novidades em relação à COVID 19 na Região Autónoma da Madeira. Pode encontrar os destaques e acompanhar a mesma nesta página.

Miguel Albuquerque começou por agradecer a dedicação dos profissionais de saúde e proteção civil e ainda da área social da R.A. da Madeira. Agradeceu também o civismo da população, principalmente nestes dias onde foi restringida a circulação entre concelhos.

Alertou a população para os cuidados que são necessários ter e dos efeitos letais que esta pandemia, que continua a espalhar-se por todo o mundo, tendo infetado até agora mais de 2 milhões de indivíduos e matou mais de 100 mil pessoas. Relembrou também os números de Portugal Continental e da Região Autónoma dos Açores comparando com os resultados conseguidos na RAM, não sofrendo um aumento significativo de casos em relação aos primeiros 14 dias de contenção.

Assim, informou que as medidas de confinamento obrigatório existentes até este momento serão mantidas nos próximos dias, de forma a continuar a controlar a propagação da doença na Região. No Sábado, 18 de abril, será feito um novo balanço de forma a decidir eventuais medidas graduais de retoma do trabalho e da atividade das empresas com todo o cuidado necessário.

Afirmou que qualquer medida de reabertura da atividade laboral e económica na Região será sempre gradual e de acordo com as regras das autoridades regionais de saúde.

Quanto ao uso de máscaras de proteção, esta é agora recomendada pelo Governo Regional e, no final da semana, serão distribuídas 2 máscaras por domicílio de forma a sensibilizar as famílias e empresas para a necessidade de uso regular das mesmas, nas suas atividades diárias.

O Governo Regional irá publicar um vídeo onde é explicado como fazer uma máscara com as caraterísticas exigidas pela Direção Regional da Saúde. O uso correto das máscaras será também abordado.

Em relação ao ensino, enquanto não existirem condições comprovadas de segurança para ocorrem aulas presenciais, as mesmas irão decorrer da seguinte forma:

  • Ensino básico – Decorrerá no quadro da decisão nacional, ou seja, os conteúdos serão transmitidos pela RTP Memória e ensino à distância pelos professores através de ferramentas tecnológicas. O seu início é a 20 de abril.
  • Ensino secundário – Na Madeira, o Governo vai emitir conteúdos pedagógicos através da RTP Madeira e manterá um plano junto das escolas para ensino à distância com o objetivo de preparar os alunos para os exames nacionais. Estas começam a 20 de abril.
  • Cursos profissionais e cursos de educação e formação – Será mantido o ensino à distância nas disciplinas teóricas nas diferentes plataformas. Em relação aos estágios, será necessário aguardar a abertura das empresas.
  • Educação especial – Os técnicos especializados das diferentes áreas continuarão a acompanhar os alunos e famílias no ensino individualizado.
  • Cobertura de equipamentos e internet – Foi efetuado um inquérito junto dos agregados sendo poucas as famílias sem acesso às mesmas. Nos anos de exame, serão assegurados os acessos a computador e internet.

Quanto às pescas e devido à necessidade de reduzir capturas em função da contração do mercado e assegurar a rotatividade dos profissionais da pesca, o Governo decidiu fornecer, aos pescadores e armadores em atividade, um apoio suplementar no valor de 1.250.000€.

A linha InvestRAM Madeira COVID, o Governo informou que as instituições financeiras já têm em seu poder toda a regulamentação técnica para procederem aos apoios. Os bancos incluídos são: BPI, Santander, Millenium BCP, Caixa Geral de Depósitos, Montepio, Bankinter, Caixa Agrícola, Novo Banco e ABANCA.

Em relação às perguntas por parte dos jornalistas

Quanto às máscaras, foi reforçado o esforço do Governo Regional na distribuição de 2 máscaras por cada agregado familiar, reutilizáveis, de forma a ambientar os mesmos à utilização destas que será previsivelmente obrigatória. Esta obrigatoriedade está pendente de autorização e será aplicada em algumas atividades. Recordou que as mesmas são, na sua maioria, fabricadas na RAM. Abordou a conceção das mesmas por parte de cada pessoa indicando que a elaboração não apresenta dificuldade.

Em relação aos encarregados de educação dos estudantes do ensino básico, estão dispensados de forma a acompanhar os filhos, tal como até agora acontecia.

Ainda de acordo ao ensino, foi abordado que cada escola define o seu plano de ensino à distância e ainda as plataformas e ferramentas a utilizar de forma a manter as aulas. A avaliação irá ser um resultado da interação conseguida por parte dos alunos para com os professores. No final do 3º período, será verificado se existe, ou não, razão para alterar as notas do 2º período.

Em relação ao levantamento cuidado das restrições existentes, foi indicado que se está a trabalhar num mundo de incertezas, onde os conhecimentos acerca de determinados aspetos do vírus são ainda desconhecidos. Foi dado ainda o exemplo dos últimos casos que surgiram após um elevado número de dias em quarentena. A avaliação da situação será feita até sábado e qualquer decisão será tomada nessa altura.

O Aeroporto da Madeira não terá qualquer alteração em relação às medidas de restrição agora existentes, sendo o principal mecanismo de contenção da entrada de vírus.

Governo Regional da Madeira dirigiu-se à população com novas informações
Voltar ao topo