A situação epidemiológica para o COVID 19 foi atulizada no início de tarde, num momento em que alguns dos países mais afetados por esta pandemia começam a sair da situação mais complicada em que se viram, tal como Itália ou ainda Espanha. Os números ainda não extremamente elevados, mas já longe do pico que apresentaram.

Diogo Cruz, Sub-diretor Geral da Saúde, acompanhado por António Lacerda Sales, Secretário de Estado da Saúde apresentaram os números que demonstram uma nova subida quando tudo fazia prever um achatamento contínuo da curva. Tudo isto demonstra a facilidade com que a situação se pode alterar.

Com um número total de 12442 casos positivos, um acréscimo de 712 casos, representando um aumento considerável comparativamente ao dia de ontem. O aumento é de 6%, um aumento em relação aos 4% de ontem.

Em relação ao número de óbitos, estes são agora de 345, um acréscimo de 34, representando um crescimento de 10,9%. A taxa de fatalidade é agora de 2,77%, num novo pequeno aumento mas que tem sido contínuo. Esta taxa é de 9,88% a partir dos 70 anos.

Em relação ao número de casos recuperados, este aumentou consideravelmente dos 140 para os 184, ou seja, mais 44 recuperados.

Aguardam resultado laboratorial 4442 pessoas. O número de internados é de agora 1180 doentes, num aumento de 81 doentes, 271 deles nos cuidados intensivos, um aumento de 1 pessoa em relação ao dia de ontem.

Em caso de apresentar sintomas coincidentes com os do vírus (febre, tosse, dificuldade respiratória), as autoridades de saúde pedem que não se desloque às urgências. Ligue para a Linha SNS 24 (808 24 24 24).

Atualização da situação epidemiológica em portugal apresenta crescimento
Voltar ao topo