Em mais uma conferência, desta feita após a comunicação do Governo Regional da Madeira pela voz do seu Presidente, Miguel Albuquerque, a IA SAÚDE apresentou os dados relativos à COVID 19 na Região Autónoma da Madeira. Pedro Ramos, Secretário Regional da Saúde e Protecção Civil, iniciou a conferência com a enumeração de todos os passos que as autoridades da Região tomaram até hoje para a tentativa de levar aos melhores resultados quanto ao aumento lento do número de casos na região.

Os números divulgados diferem dos revelados hoje pela DGS no comunicado disponibilizado às 12h00, sendo que na altura foram indicados 43 casos positivos na RAM

A explicação prende-se que os casos anunciados pela IA Saúde são efetivamente dos casos que foram processados na Ilha da Madeira enquanto que os casos reportados pela DGS pode existir madeirenses no território continental ou que tenham sido confirmados fora do país e que contam agora nos seus locais de residência fiscal. Foram então apresentados 39 casos positivos, um acréscimo de 5 casos nas últimas 24 horas, menos 4 do que os números adiantados pela Direção Geral de Saúde.

Em relação aos restantes dados, foi indicado que estão a ser aguardados os resultados de 4 testes, o número de casos suspeitos é de agora 198, um aumento de 22 e resultaram mais 17 casos negativos, num total de 155.

Nos casos de pessoas em vigilância ativa, o total é de 766, um aumento de 155 pessoas no espaço de 24 horas, sendo que no total dos casos em vigilância ativa estão agora 8 profissionais de saúde e, finalizando, um total de 1462 pessoas em vigilância passiva.

Quanto à distribuição geográfica dos casos positivos na Madeira, o Funchal lidera com 16 casos.

Foi divulgada também, a informação de que existe agora o primeiro caso positivo na Ilha do Porto Santo, confirmação avançado no final da tarde por Rogério Correia, director do Centro de Saúde do Porto Santo em declarações ao Rádio Praia.

Madeira chega aos 39 casos em dia de novas restrições para os madeirenses
Voltar ao topo