A Direção Geral de Saúde acabou de anunciar os números relativos ao COVID 19 para Portugal e os números estão numa contínua fase ascendente atingindo agora os 5170 infetados, um aumento de 21% relativamente ao dia anterior, com 902 novos casos reportados.

O número de doentes internados está cifrado nos 418 estando 89 destes sujeitos a cuidados intensivos. Em relação ao número de recuperados este mantém-se nos 43, valor inalterado desde quinta-feira.

Os óbitos estão totalizados em 100, tendo havido uma evolução de mais 24 óbitos nas últimas 24 horas. A taxa de letalidade, segundo a DGS, está agora nos 1,9%. N.D.R. (1,93% segundo os cálculos utilizados neste espaço). A taxa de letalidade para o grupo etário a partior dos 70 anos está agora nos 7,9%.

De todos os casos ativos em Portugal neste momento, 89% estão a ser acompanhados a partir da residência sendo os restantes 11% acompanhados em ambiente hospitalar. Encontram-se também 4938 utentes a aguardar resultado laboratorial, um aumento de 943 pessoas.

A Ministra da Saúde, Marta Temido indicou que a incidência máxima de casos deverá ocorrer em Maio. Estimou também um número muito elevado de casos por COVID 19 a ser esperado pela DGS nos próximos tempos. Foi também indicado que se está a gerar uma enorme pressão sobre o sistema de saúde portuguesa. Marta Temido apelou à população em geral um esforço reforçado na tentativa de diminuir a transmissão do vírus contribuindo para uma diminuição do número de casos.

O acesso à realização de testes foi alterado após a entrada na fase de mitigação. O algoritmo agora adoptado levou a um grande aumento no número de testes realizados. Tal tem levado a um maior esforço em cada ponto do sistema de saúde.

Em caso de apresentar sintomas coincidentes com os do vírus (febre, tosse, dificuldade respiratória), as autoridades de saúde pede que não se desloque às urgências. Ligue para a Linha SNS 24 (808 24 24 24).

Números de Portugal ascendem a 100 mortos e mais de 5000 infetados
Voltar ao topo